Plagiocefalia

Como evitar a plagiocefalia?

¿Cómo evitar la plagiocefalia?

Quando seguramos o nosso bebé nos braços e vemos como a cabeça do bebé é vulnerável, muitos pais podem perguntar-se como prevenir a plagiocefalia, neste caso a plagiocefalia posicional. Este tipo de plagiocefalia ocorre quando é exercida pressão sobre a cabeça do bebé. Toda a prevenção passa por evitar essa pressão excessiva, ou seja, evitar passar longos períodos de tempo na mesma posição e em superfícies inadequadas.

Algumas das dicas mais simples de como evitar a plagiocefalia são: movimentar levemente a cabeça do bebé a cada 2 horas quando ele está a dormir; evitar passar muitas horas no carrinho, cadeirinha, espreguiçadeira; estimular o movimento da cabeça com jogos e ficar de bruços enquanto estiver acordado; pegar ao colo e usar marsúpio, além de um colchão que reduza a pressão. Resumindo, estimule de alguma forma o movimento da cabeça do bebé e assim evite uma pressão constante com superfícies duras.

Dicas sobre como evitar a plagiocefalia:

1. Mude a sua posição de dormir

Seguindo as recomendações dos pediatras, devemos colocar o bebé a dormir de barriga para cima e sobre uma superfície firme. Colocar o bebé de barriga para baixo enquanto dorme aumenta o risco de asfixia e morte súbita.

Estando de barriga para cima, devemos mudar a posição da cabeça alternadamente todas as noites, para que a pressão não recaia sempre no mesmo ponto. Às vezes pode ser complicado porque o bebé tem vontade própria e procura o seu próprio conforto e pode mover e apoiar a cabeça de maneira diferente da que colocamos. Outra opção pode ser a posição do bebé no berço (virar da cabeça para os pés), pois o bebé tem tendência a virar a cabeça para onde a mãe está a dormir.

2. Use um colchão firme que reduza a pressão

Pode parecer contraintuitivo, mas uma superfície firme para dormir é ideal para prevenir a plagiocefalia posicional. Em colchões que pensamos que podem aliviar a pressão, como o látex ou o visco, o bebé afunda-se mais e fica mais difícil movimentar-se livremente. Isso não só faz com que a pressão seja exercida no mesmo ponto durante a noite toda, mas também aumenta o aquecimento do colchão, o que está diretamente relacionado com a morte súbita.

Uma superfície firme, mas confortável, é a melhor opção. Na Ecus Kids, temos colchões especificamente concebidos para tratar a plagiocefalia. Os colchões Care reduzem a pressão na cabeça do bebé em 70% e criam numerosos pontos de apoio graças ao formato de bolha da sua espuma. Além disso, tanto a espuma como o seu tecido são muito respiráveis ​​e permitem que o ar circule livremente sem permitir a acumulação de CO2. Isto permitiu obter o certificado sanitário da AEMPS para prevenção de plagiocefalia e asfixia.

3. Coloque-o de barriga para baixo e brinque com ele

Brincar de bruços todos os dias e sempre com a supervisão de um adulto é perfeito para aliviar a pressão no crânio. Com esta atividade, além de aliviar a pressão, estimulamos o seu desenvolvimento e fortalecemos a musculatura do pescoço.

No início, alguns bebés choram e não querem ficar de bruços. É normal. Dia após dia eles irão habituar-se gradualmente a essa posição e brincar consigo.

4. Evite o uso prolongado de superfícies duras

Carrinhos, cadeirinhas, espreguiçadeiras ou similares não deixam muito espaço para o bebé se movimentar e mudar de posição. Restringir os movimentos naturais da criança é um problema, pois inconscientemente estamos pressionando sua cabeça.

Em vez disso, podemos optar por utilizar marsúpios, o que alivia completamente qualquer tipo de pressão no crânio e ajuda a evitar a plagiocefalia.

5. Pegue o seu bebé ao colo

Também não é necessário pegá-lo ao colo durante o dia todo, mas de vez em quando, segurá-lo nos braços e andar pela casa ajuda.

Tendemos a estar ocupados com o trabalho, com as tarefas domésticas... E esquecemos de dar aos nossos bebés a atenção que merecem. Ao pegar no bebé por mais tempo e brincar com ele, aliviamos a pressão na cabeça e os laços ficam ainda mais próximos, deixando nosso bebé muito mais feliz.

6. Consulte um especialista

Na dúvida, é sempre melhor consultar um pediatra ou fisioterapeuta especializado em bebés. São eles que melhor podem aconselhar e orientar sobre a plagiocefalia. Eles poderão fazer o diagnóstico da plagiocefalia do bebé, realizar sessões de fisioterapia com ele e dar-lhe as recomendações pertinentes ao seu caso.

Pode estar interessado

¿Para qué se utilizan los muelles en los colchones infantiles?
¿Es tan importante el colchón de minicuna?
Certificados y sellos de calidad Ecus Kids